Escritores e jornalistas premiados produzem conteúdo de marca

Por RODRIGO OLIVEIRA
05/02/2024

Imagine ter sua história – e todo o conteúdo de marca da sua empresa – contada por um habilidoso escritor ou jornalista. Alguém que não só domina a gramática, mas convida as palavras para dançar.

Em meio à intensa disputa por atenção, ter acesso a esses profissionais é um grande diferencial.

Monteiro Lobato e o Almanaque Fontoura

Uma das parcerias de conteúdo mais emblemáticas entre um escritor e uma marca no Brasil aconteceu na década de 1920, quando Monteiro Lobato (1882-1948) e o farmacêutico Cândido Fontoura Silveira (1885-1974), criador do Biotônico Fontoura (suplemento alimentar também utilizado para estimular o apetite), uniram-se para criar um livreto de educação sanitária. 

Trecho do Almanaque Fontoura: jornalistas e escritores como Monteiro Lobato são excelentes para produção de conteúdo de marca.

Trecho do Almanaque do Biotônico Fontoura: jornalistas e escritores são excelentes para produção de conteúdo de marca.


O Almanaque Fontoura era distribuído gratuitamente nas farmácias, com foco no público rural. Os contos, as tirinhas e os anúncios eram protagonizados pelo personagem Jeca Tatu, um trabalhador fraco, anêmico e tomado pela verminose. Como resultado, o projeto de brand publishing assinado por Monteiro Lobato forçou o poder público a adotar ações de combate e prevenção de doenças. De quebra, as vendas do Biotônico Fontoura dispararam.

Contratar jornalistas é a melhor escolha

Desde então, o conteúdo de marca ganhou ainda mais tração no mercado jornalístico e publicitário. Tornou-se uma poderosa ferramenta de marketing. Afinal, contar histórias (storytelling) com criatividade, originalidade e inteligência humana pode resultar em enorme engajamento do público.

Só que as boas histórias merecem os bons escribas. Por isso, empresários, políticos, personalidades da mídia e departamentos de marketing costumam recorrer aos que vivem da arte de escrever (sobretudo jornalistas experientes) para produzir conteúdo de alta qualidade – da biografia do contratante a um hotsite especial; da revista da empresa ao LinkedIn do CEO; do blogpost ao livro da empresa. Contratar jornalistas é sempre uma escolha acertada.

Os jornalistas da República em ação: conteúdo de marca e para a imprensa tradicional.


Veja o caso de Uma história de Canela, livro lançado em 2016 pelo Grande Hotel Canela, localizado na Serra Gaúcha. O primeiro capítulo da obra foi encomendado ao jornalista e escritor Eduardo Bueno, o Peninha. Logo no primeiro parágrafo, sem medo de fabular, ele reconstitui a chegada dos pioneiros à região das Hortênsias. E certamente o faz com estilo.

“O pinhal se erguia majestoso – como um templo de colunas rugosas e arroxeadas. A copa dos pinheiros, em forma de taça, repleta de galhos eriçados feito antenas, perfurava um céu sem nuvens. O silêncio ancestral era rompido apenas pelo grasnado da curicaca ou pelo esvoaçar da gralha azul. Sob o dossel da floresta, abaixo das pinhas e grimpas, cresciam outras espécies de menor porte, mas não de menos beleza ou valor – caneleiras com troncos recobertos de musgos, cedros de casca áspera, um ipê em flor… Mais rente ao chão, liquens avermelhados e bromélias lilases recebiam os raios de um sol que rajava a mata como fachos através de um vitral. Cotias e jacus iam se esgueirando pela sombra dos xaxins, enquanto um riacho saltitava cristalino no lajeado, reluzindo qual reflexos num espelho. Então, de repente, o sombreado da mata cessava, abrindo espaço para uma vasta clareira, plana e recoberta de relva – um céu às avessas, plantado no verdor do campo. Uma ilha de grama perdida no tempo, mas bem localizada no espaço. O espaço típico da serra gaúcha, imerso em tempo imemorial.”

É impossível terminar a leitura do texto sem desejar conhecer esse cenário idílico, onde está localizado um dos hotéis mais tradicionais do Rio Grande do Sul.

Jornalistas que escrevem conteúdo de marca

Os jornalistas da República – Agência de Conteúdo ganharam diversos prêmios de Jornalismo. Embora não seja a intenção final, os reconhecimentos reforçam a vocação da agência em produzir e editar conteúdo de alta qualidade.

Passaporte da República: marcas icónicas que apostaram no conteúdo da agência.


As mentes premiadas da República estão por trás das histórias publicadas em grandes veículos da imprensa, como revista piauí, Superinteressante, MIT Sloan Review Brasil e BBC Brasil. E também estão a serviço das marcas.

Nos últimos anos, diversas organizações apostaram na qualidade editorial da República – entre elas PUCRS, Tramontina, CMPC, Bem Promotora, Irani Papel e Embalagem, ADVB-RS e ACBF.

No admirável mundo das multitelas, onde todos são produtores de conteúdo, as marcas devem abandonar os lugares-comuns. A intenção é deixar uma marca indelével na mente dos consumidores. Tarefa que demanda a maestria dos artesãos da palavra. 

Sobre a República – Agência de Conteúdo

A República é uma casa de texto.

Há 12 anos, os jornalistas da agência se dedicam a ajudar grandes marcas na produção de conteúdos nativos com qualidade e relevância, pensados para promover uma conexão duradoura entre empresas e seus clientes. Seja para blogs, portais de notícias, newsletters, hotsites, relatórios, livros, e-books, revistas ou publicações personalizadas.

Do branded content ao brand publishing. Tudo com o DNA de quem contrata. Tudo para que a sua marca alcance a visibilidade, a autoridade e a reputação que merece ter. 

Entre em contato com a República pelo WhatsApp ou pelo e-mail: contato@republicaconteudo.com.br

Siga a República no Instagram e no LinkedIn.